Tire seu projeto do papel com Scrum

Sobre este microbook:
Você terá um olhar prático sobre maneiras atuais de fazer um projeto virar realidade em menos tempo e com mais sucesso. São técnicas e atitudes que podem ser incorporadas às rotinas de executivos, programadores, famílias, viajantes, artistas e profissionais de todos os segmentos. O autor é Alexandre Magno, fundador da Emergee, a escola de negócios do mundo real.

A quem se destina?
Tire seu projeto do papel com Scrum é um livro voltado a mostrar um método que revolucionou processos de gestão e pode ser usado no dia a dia de profissionais de todos os ramos de atuação. Trata-se de uma obra voltada àqueles que buscam tirar as ideias do papel.

Em “Tire seu projeto do papel com Scrum” você aprenderá:
Um movimento em busca de mais agilidade nos projetosTrês pilares: transparência, inspeção e adaptação

Um jeito prático de tirar um projeto do campo das ideias e trazê-lo à realidade

Biografia do autor:
Alexandre Magno é fundador da Emergee, a escola de negócios do mundo real, e autor do livro Learning 3.0, além de pioneiro em Scrum no Brasil.

Scrum e o gingado brasileiro

O primeiro contato do autor com Scrum foi em 2004. Ali, conheceu a estrutura de trabalho criada por programadores de software que buscavam uma forma de melhorar os resultados da indústria. Junto com outros profissionais, criavam um movimento em busca de mais agilidade nos projetos. 

Com o Scrum, ele viu um método mais ágil ser aplicado por empresas de tecnologia, que em pouco tempo tinham resultados que pareciam mágica. As pessoas ficavam mais motivadas ao entregar softwares em poucas semanas, trabalhando em grupo e colaborando com os clientes para lidar com as mudanças existentes. 

Desde então, o autor passou a ver elementos do Scrum serem aplicados na execução de projetos pessoais por executivos, escritores, donas de casa, estudantes, famílias, viajantes, músicos, camelôs e muitas outras categorias. 

Scrum pode ser definido como um framework dentro do qual pessoas podem tratar e resolver problemas complexos e adaptativos, enquanto entregam produtos com o mais alto valor possível. Framework pode ser entendido como uma caixa de ferramentas. O Scrum não é algo pronto que resolve todos os problemas, mas um conjunto de processos que norteiam o desenvolvimento de produtos complexos.

Mesmo leve e simples de entender, Scrum é extremamente difícil de dominar, pois exige rigidez em sua aplicação, seguindo suas regras para atingir o máximo da metodologia. É um processo empírico, baseado nas experiências passadas de seus criadores que, desde o início da década de 1990, aplicam Scrum em projetos de software com sucesso, já sendo uma das metodologias ágeis mais usadas no mundo. 

E uma vez que você se torna adepto do Scrum, o empirismo passa a fazer com que você respeite o processo cada vez mais e adicione novos processos de acordo com suas próprias vivências.

O suficiente para começar agora

A maioria das ideias que temos na cabeça para seguir em frentesão projetos pessoais. Quase sempre, dependem apenas de uma estrutura simples para nos ajudar a dar o primeiro passo e avançar continuamente. Para que os projetos possam ser levados adiante, dependem de nossas atitudes. Afinal, não vão ser concluídos sozinhos. 

Se por um lado isso reduz bastante complicações técnicas, por outro, geram grande dependência da nossa capacidade de progredir. Porque se você estiver desmotivado, nada vai para frente. E ninguém irá correr atrás de seus sonhos, por isso é preciso tomar coragem e, ao se deparar com o básico do básico, ter a determinação de fazer o sonho acontecer.

Scrum foi criado justamente para ajudar times a continuarem tocando projetos, porque é centrado no trabalho em equipe. Esse nome é derivado de uma formação auto-organizada de times de rugby. Mesmo sendo voltado para trabalhos coletivos, pode perfeitamente ser usado em projetos individuais, inspirado em seus três pilares: transparência, inspeção e adaptação.

No Scrum, metas são definidas de maneira clara, todos os envolvidos podem conferir os resultados atingidos e fazer as mudanças necessárias conforme a mudança de cenários. Ele é uma solução prática para que todo um time esteja por dentro das tarefas concluídas, dos próximos passos e de tudo que não deu certo no meio do caminho. 

E se o projeto precisar crescer?

Muitos projetos que você participará já nascerão grandes, enquanto outros precisarão crescer ao longo do caminho. Não importa qual seja o caso, com o Scrum é possível descomplicar, fazendo cada nova ideia dar certo, mesmo com a pretensão de aumentar exponencialmente. 

Um dos principais motivos para o aumento do nível de complicação está relacionado ao relacionamento interpessoal. Isso porque crescer significa incluir mais pessoas com habilidades e conhecimentos diferentes, exigindo um aumento na produtividade. Como o dia a dia pode ser complicado, muita gente acaba se desentendendo e abandonando o projeto antes mesmo de começar, com receio de ter as relações abaladas e se estressar com as coisas não saindo da forma desejada. 

Quando novas pessoas entram em um projeto, surgem possibilidades, mas com um custo a ser pago. Porque é preciso definir como a equipe vai se organizar, se comunicar e como suas habilidades vão se conectar. Fora a necessidade de haver comprometimento, motivação, alinhamento e diversos outros termos que entrarão na agenda do seu trabalho a partir do momento que precisar incluir mais pessoas em seu projeto. 

Como o Scrum foi criado com uma estrutura de times, ele já vem com diversos mecanismos que permitem a organização dos variados papéis a serem exercidos na condução do projeto. Ninguém estará por ali à toa, sem saber o que deve ser feito. Você pode perfeitamente delegar funções de maneira clara, impedindo assim que uns interfiram na função dos outros. 

É ou não é um jeito prático de tirar um projeto do campo das ideias e trazê-los à realidade?

Formando verdadeiros times

Já passamos da metade deste livro destinado a abrir seus olhos sobre a importância de aplicar o Scrum em seu projeto. Muitas vezes, você não conseguirá tirá-lo do papel sozinho. Nessas situações, não terá disponibilidade para focar, ou o trabalho a ser feito exigirá alguma habilidade ou competência que você não tem. 

De antemão, é bom saber que se você tem um mínimo de ambição para fazer seu projeto vencer, é bom entender que vai depender de outras pessoas. Não importa seu grau de conhecimento, dinheiro, disponibilidade ou relacionamento. Isso porque você pode ter grande habilidade com tecnologia, mas não com estratégia de negócios. Ou mesmo saber muito de vendas, mas nada de marketing. 

É impossível abraçar o mundo com os próprios braços. Se eles são pequenos demais para dar a volta em um trabalho muito maior, é preciso pedir ajuda e não há vergonha alguma nisso. Como dito anteriormente, o Scrum é uma estrutura de trabalho centrada em times. 

Mesmo que você esteja trabalhando em um projeto pessoal, sempre precisará de alguém trabalhando junto, dando apoio, oferecendo o suporte necessário em etapas mais técnicas. Cultive um bom networking e cerque-se de boas pessoas, com competências reconhecidas em sua área de atuação. Ninguém consegue nada sozinho e você nunca sabe em que momento precisará pedir ajuda. 

Obtendo o melhor das reuniões

Dentro de tudo que viu ao longo de muitos anos trabalhando com Scrum em organizações de vários países, o autor não encontrou nada que desperdice tanto tempo, dinheiro, talento e energia do que reuniões inúteis. 

Em muitos lugares, é comum ver pessoas realmente desmotivadas devido à obrigatoriedade de participar de encontros em salas cheias de gente, debatendo assuntos que poderiam ser resolvidos pelo simples envio de um e-mail. 

Evidentemente, a solução para esse tipo de problema não é apenas acabar com as reuniões. Se refletirmos bem, veremos que, em muitos momentos, é necessário realizar o encontro da equipe para debater rumos, escolhas e decisões para o futuro. 

Trabalhe sempre para respeitar seu tempo e o das outras pessoas. Seja direto, sucinto, prático e respeitoso. Entenda que aquelas pessoas ali presentes estão com todas as atenções voltadas para você e por isso merecem respeito. Quando isso fica claro, suas reuniões não serão um suplício e você ganhará muito mais autoridade na área de atuação. 

Não basta tirar o projeto do papel, também é preciso respeitar o lado humano de cada um, compreendendo seus limites, desejos e insatisfações.

E se o Scrum não for o suficiente?

Um dos pontos decisivos para o sucesso do Scrum é a elegância com a qual ele foi organizado. Ao definir-se como uma estrutura de trabalho, e não uma metodologia, o Scrum dá aos praticantes o protagonismo para definir práticas, ferramentas e mesmo processos.

Dessa forma, uma startup de desenvolvimento de jogos, por exemplo, pode utilizar o Scrum de um jeito bem simples, enquanto um banco global, inserido em um contexto bem mais burocrático, vai precisar adicionar muitos outros elementos à estrutura.

No mundo contemporâneo, os negócios e produtos são criados com mais agilidade e as pessoas conseguem tirar seus projetos do papel, criando novas alternativas e fazendo de cada nova ideia algo mais complexo para chamar atenção das multidões. 

Se antes éramos desafiados a criar produtos capazes de responder ao chamado em meio a concorrência, agora o desafio é maior. É necessário organizar uma empresa inteira para lidar não só com a competição constante, mas também pensar em formas de fazê-la parecer relevante em meio a inúmeras revoluções tecnológicas se sobrepondo umas às outras. 

Muitas empresas eram gigantes no século passado e consideradas imbatíveis, mas vêm perdendo mercado ano após ano e sendo incomodadas ou batidas por companhias nascidas há menos de dez anos. 

Scrum não irá livrar-lhe de estar permanentemente atualizado com tendências, tecnologias e mudanças em sua área de atuação. Caso contrário, você e seus projetos ficarão para trás, ultrapassados e esquecidos. 

Notas finais 

Tirar projetos do papel não é uma tarefa fácil, mas pode ser otimizada quando se usa o Scrum como maneira de se organizar, traçar objetivos práticos, metas e delegar funções para o time atuante. Ferramentas como essa são um diferencial mais do que necessário em meio a tanta competição, com novas ideias surgindo dia após dia, algumas ficando no meio do caminho. Mas você pode ir até o fim, fazendo o sonho virar realidade com ajuda do Scrum. 


Fonte: https://web.12min.com/microbook/61542

Publicado por luizguilhermeguedes

| guedesonline.com | @guedesonline |

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: